Sobre os antibióticos

newly-discovered-antibiotic-hope-of-modern-medicine

O que são?

Os antibióticos representam um grupo de fármacos utilizados no tratamento das infecções causadas por bactérias. Antigamente os antibióticos eram extraídos de bolores e fungos, hoje são sintetizados quimicamente. A indústria farmacêutica continua- mente pesquisa e desenvolve novos antibióticos, com ação mais potente, formas de administração mais simples.

 

Que tipos de antibióticos existem?

Os antibióticos podem ser divididos em duas cate- gorias, de acordo com o modo de funcionamento: um grupo é chamado de bactericida, pois eliminam as bactérias provocando a destruição das paredes das bactérias e os bacteriostáticos que detém o crescimento das bactérias e o sistema imune do indivíduo que está acometido pela infecção tem a tarefa de eliminar a infecção.

Para que servem?

Os antibióticos ajudam a combater os sintomas da infeccão, quer quando o organismo é atacado por bactérias nocivas, quer quando as bactérias presentes no organismo causam doença. Podem prevenir as infecções, mesmo nos casos em que o sistema imune se encontra debilitado.

Existem alguns antibióticos que combatem apenas alguns certos tipos de bactérias, enquanto outros tem uma ação sobre uma grande variedade de bac- térias, os chamados antibióticos de largo espectro. A escolha do fármaco a utilizar pode depender tanto do tipo de bactéria como do local de infecção. Existe dificuldade maior no tratamento de infecção nos locais com pouca circulação de sangue (ossos, cartilagens etc.) pois o antibiótico é distribuído no organismo pela corrente sanguínea e a concentra- ção do mesmo nestes tecidos geralmente é muito baixa. Percebe-se portanto que a escolha de um antibiótico deve ser necessariamente feita por um médico e não por leigo.

Quem desenvolve a resistência? O nosso organismo ou a bactéria?

A resistência a determinado antibiótico é adquiri- da pela bactéria e não pelo nosso organismo. As bactérias desenvolvem meios que fazem com que a ação do antibiótico seja bloqueada. Estas bactérias que portanto não são eliminadas pelo antibiótico se multiplicam gerando as cepas (=grupos) resistentes.

Por que tomar conforme a prescrição médica?

A resistência acontece mais facilmente se o doente não completar o tratamento conforme prescrito ou durante um tratamento prolongado. Como geral- mente ocorre uma melhora considerável após 48 horas do início do tratamento , muitas pessoas têm a impressão de que já estão curadas e suspendem o tratamento precocemente. Isto pode levar à resistência. Pode haver uma piora e eventualmente (no caso de resistência) o antibiótico já não tem o efeito desejado.

Existem antibióticos desenvolvidos especialmente para o tratamento de formas de infecção graves resistentes a maioria dos antibióticos. Estas formas são usadas geralmente nos hospitais. Para aumentar a eficácia da terapêutica e diminuir o risco de resistência aos antibióticos, pode também ser prescrito mais do que um antibiótico simultaneamente.

antimicro

Os antibióticos agem nas infecções causadas por vírus?

É importante saber que os vírus não são mini- mamente atacados pelos antibióticos. Por isso,
no caso de uma infecção viral, como a gripe, por exemplo, é absolutamente inútil tomar antibióticos, a menos que haja uma complicação bacteriana devido a condições especiais do doente (idosos, crianças, pessoas com doenças pulmonares ou cardiovasculares).

Continue lendo